sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Opinião: Phillipe Montanier - Técnico certo na hora errada ou faltou experiência?

Phillipe Montanier foi nomeado técnico do Forest em Junho de 2016 até de maneira tardia, afinal o clube terminou a temporada anterior sem técnico, tendo o interino Paul Willians como treinador nas últimas 10 partidas do clube.

O Técnico começou sua carreira em 2004 e possuía bons trabalhos, inclusive trabalhando em divisões inferiores e com acesso na França com o Boulogne e o Valenciennes. Montanier ainda passou pela Real Sociedad na Espanha e pelo Rennes, também na França, antes de treinar o Forest.

Na época de sua contratação a mídia inglesa destacou que era um técnico acostumado a jogar divisões inferiores e subir os times, o que faria com que o Forest inicialmente acertasse na decisão de trazer alguém de fora. Vale lembrar que antes de Montanier, o clube aguardou o fim da Eurocopa para tentar abordar Martin O' Neil, ex jogador do Forest e ídolo nos anos 70. Porém o técnico acabou renovando com a seleção Irlandesa.

Outros nomes como o de Ryan Giggs também foram ventilados. O ex jogador estava atuando como assistente técnico no Manchester United e saiu após a chegada de Mourinho. Claramente é visto que Montanier não era o plano A do clube.

De qualquer modo o treinador chegou e participou das novas contratações do clube: Chegaram os goleiros Henderson e Stojkovic, os zagueiros Perquis e Lam, o lateral ex Arsenal e QPR Traoré, o ponta Hildeberto Pereira (emprestado pelo Benfica) e o centro avante famoso Nicklas Bendtner que estava sem clube.

O time até começou bem a pré temporada e as primeiras rodadas da Championship, porém nas últimas horas da janela de transferência, algumas surpresas aconteceram: Oliver Burke, uma das maiores promessas do clube e que vinha jogando muito bem foi vendido pro RB Leipzig da Alemanha por 15 milhões de Libras.

Para compensar a venda do jogador, mais um pequeno pacote de jogadores chegaram ao clube: O Meia suíço Kasami, os atacantes Licá (empréstimo do Porto), Carayol (sem clube), Nicolau Dumitru (empréstimo do Napoli) e o centro avante grego Apostollos Vellios.

A venda de Burke caiu como uma péssima notícia para todos. Dos jogadores que chegaram, nenhum tinha as características de Burke. O Dono do Forest Fawaz declarou que iria usar o dinheiro para investir, porém com a janela fechada, ficou só pra Janeiro.

Montanier então começou a ter problemas. O Time era facilmente vazado, possuindo uma das piores defesas da competição e uma das piores da Football League (que envolvem da primeira à quarta divisão). O Técnico Francês se viu então na necessidade de tentar fechar o time e montou alguns esquemas de certo modo bizarros que são difíceis até de serem interpretados como 3-5-2, 4-3-3 e etc.

Em uma partida inclusive, o técnico chegou a usar praticamente todos os zagueiros do elenco ao mesmo tempo, levando 3 zagueiros na linha defensiva, outros 2 zagueiros no meio campo (um jogando na lateral esquerda e um de volante) e apenas 1 meia e 1 atacante.  Pra piorar os goleiros que chegaram não traziam confiança e falhavam com frequência.

É certo também que algumas vezes a retranca dava resultado, como nas vitórias de 5x2 de virada sobre o Barnsley e de 2x1 sobre o Newcastle em um jogo totalmente doido com 2 expulsões e 2 pênaltis defendidos pelo Newcastle.

Porém o que se via era uma grande desorganização tática. O Time apesar de defensivo, continuava levando gols principalmente por bola aérea. Na semana passada, a demissão foi confirmada. Seu histórico é extremamente desfavorável com 9 Vitórias, 6 Empates e 15 Derrotas. O Time fez 41 gols e levou 53 em 30 partidas (!!!).

As impressões que ficam pra reflexão:

-Montanier parecia um técnico promissor, mas foi extremamente prejudicado com a venda de sua principal estrela;
-Talvez lhe faltou experiência de jogar na liga inglesa, que é bem diferente das divisões inferiores na França;
-Pode ser que se tivesse tido sequência em outros anos com um time melhor, poderia dar resultado.
-Recebeu uma grande baciada de jogadores questionáveis (não sabemos se teve sua aprovação);
-Errou muito nos esquemas táticos, mesmo fazendo retranca não estancou a grande quantidade de gols sofrida;
-É bem verdade que o clube na atual situação não teria resultados tão diferentes do que está tendo agora;
-É preciso entender que o time é realmente limitado e que precisa de uma profunda reformulação.

Para o próximo técnico, o que o Forest deve procurar:

-A experiência que faltou em Montanier, ou seja, de preferência um técnico Inglês e com boas passagens na Championship;
-Um técnico que saiba explorar os poucos pontos positivos do elenco como o lado direito com o Pereira, o meia central criativo Lansbury (se ficar) e de preferência colocar em condições de jogo o Britt Assombalonga, um dos melhores goleadores do time;
-Ter experiência em brigar contra o rebaixamento, pois o cenário dificilmente se reverterá da noite pro dia.

Comente com o Facebook: