segunda-feira, 13 de março de 2017

Novela sobre aquisição do clube pode ganhar novo capítulo


A novela que se arrasta há pelo menos 9 meses sobre a venda do clube pode ganhar um novo capítulo. De acordo com o tabloide "The Guardian", o magnata grego Evangelos Marinakis voltou a conversar com Fawaz Al Hasawi sobre a aquisição do clube.

Segundo o site informa, Marinakis ainda possui interesse em comprar o Forest e atendendo aos pedidos do Fawaz que seria ainda deixá-lo com uma porcentagem do clube, mesmo após a venda. Fawaz tem o interesse de vender, mas não quer se livrar de todas as ações, pois ainda acredita que com mais investimentos, o Forest pode voltar a ser temido e consequentemente, fazendo com que ele recupere seu valor investido numa oportunidade futura. Em outras palavras, Fawaz quer que uma nova pessoa possa fazer os investimentos, mas também quer ter participação ativa.

De acordo com o The Guardian, esse processo só não foi finalizado na última temporada pois Marinakis enfrentou uma série de problemas judiciais em seu país que pedia seu banimento de atividades esportivas. Marinakis negou todas as acusações e até o momento não se conseguiu provar nenhum tipo de irregularidade com seu dinheiro. Portanto ele voltou ao seu objetivo de comprar o Forest.

Vale lembrar que Marinakis interveio diretamente na contratação do técnico Phellipe Montanier e do centro avante Apostolos Vellios no início da temporada, fato que foi confirmado por Fawaz em uma entrevista na BBC na qual ele disse que não foi ele que participou da contratação do treinador e dos jogadores.

Segundo o site, a conversa esquentou recentemente e especula-se que depende somente do aval da Federação Inglesa para que seja anunciado até o fim da temporada a parceria entre Marinakis e Fawaz.

Consórcio Americano já possuía técnico e diretores acertados.

Enquanto a novela do investidor grego volta à tona, o The Guardian ainda explicou alguns detalhes não revelados da oferta feita pelo consórcio americano de Jay Moores entre o fim de dezembro e o início de janeiro que acabou sendo desfeita de última hora já que Fawaz havia desistido do acordo.

O técnico Gary Rowett seria anunciado em Janeiro como novo técnico do clube com a confirmação da troca de proprietário. Rowett treinou equipes como Burton e Birmingham e é considerado um técnico da nova safra de promissores da Inglaterra. Trevor Birch e Trevor Watkins seriam nomeados CEO e estavam mantendo a conversa entre as partes. Paul Mitchell, ex dirigente do Tottenham seria o novo diretor de futebol. Inclusive, a primeira contratação seria o meia Conor Hourihane, atualmente no Aston Villa.

Esses detalhes mostram que o consórcio americano realmente tinha um plano pronto a ser executado assim que a venda fosse confirmada.



Comente com o Facebook: