segunda-feira, 17 de abril de 2017

Conheça mais sobre Evangelos Marinakis, possível novo proprietário do Forest


Evangelos Marinakis é proprietário do Olympiacos, da Grécia. Também é um empresário de muito sucesso no país com atuações e cargos de destaque. Herdou também uma grande fortuna de sua família, é considerado um dos 100 homens mais influentes nos negócios e descobriu no futebol um meio de investir e ter retorno em grande porte.

A frente do clube Grego, ele conquistou praticamente tudo que foi possível, dada as limitações técnicas e financeiras que o país vive em relação à outras potências europeias. Marinakis participou ativamente de toda a reformulação do Olympiacos e tem reinado com sobras em seu país natal. Porém Marinakis sente que já fez tudo o que era possível na Grécia, inclusive acredita que seria melhor que houvessem outros investidores como ele no futebol Grego para que o país tivesse um nível técnico maior e o seu Olympiacos não reinasse sozinho.


"Eu gosto de concentrar meus esforços no Olympiacos. Esse clube histórico carrega a paixão de muita gente. Com o nosso país enfrentando uma grave crise financeira, achamos um jeito de tentar tirá-lo dessa bolha e torná-lo competitivo. Todos os resultados falam por si só. Somos um dos times com mais sucesso na UEFA e agora estamos ranqueados como 17º lugar em seu ranking. Continuamos o trabalho e mantendo o foco. Criamos coisas para o futuro. Na Grécia fizemos tudo que era possível. Quebramos recordes. Mas tenho um desafio maior à frente. O mercado do futebol é um negócio fascinante, eu gosto da dinâmica do mercado. O que eu fiz nos últimos 7 anos de clube me deixa orgulhoso. Investi no clube, em profissionais qualificados, no estádio, nos jogadores, no centro de treinamento. Vocês são convidados a visitar o centro de treinamento e se impressionar com nossa evolução."

Com essa declaração, Marinakis deixa claro que deseja abraçar um novo desafio, fora de sua terra natal. E isso somente não aconteceu antes no Nottingham Forest, pois ele foi acusado de algumas coisas em seu país e não pôde deixar a Grécia. Ele já foi acusado de comprar partidas na Grécia, mas o caso não foi provado e a acusação, arquivada.

"As coisas que fui acusado não condizem com o modo que penso como pessoa. Elas não são apenas mentiras, elas são impensáveis. Eu não respondo publicamente por escolha. Talvez seja um erro, mas prefiro não alimentar esse pequeno círculo vicioso de fofocas. Eu prefiro que a justiça tome seu rumo não importa quanto tempo leve".

Em 2011 ele sofreu outra acusação de manipulação de resultados, mas novamente o caso foi arquivado por falta de provas: "Isso foi sem noção. O caso foi aberto em cima de algo que foi escrito em um website de um autor anônimo. A UEFA considerou que isso não seria uma prova relevante e concluíram que não havia crime. O Panathinaikos tentou levar o caso adiante, mas também perdeu em outro tribunal. Eu jamais fiz algo do tipo. Eu investi mais de 70 milhões de Libras no Olympiacos e jamais recebi um centavo em troca."

Outra acusação que Marinakis sofreu na Grécia foi de "conflito de interesses" de dirigentes do AEK, pois Marinakis é dono de um site de apostas que patrocinou o Olympiacos e também a liga local. Polêmicas não faltam com Evangelos, mas também até o momento nada foi provado.


Marinakis também possui papel social na Grécia. Através do Olympiacos, eles ajudam pessoas pobres e famintas, oferecendo locais para hospedar refugiados, além de arrecadar dinheiro e brinquedos para as crianças. Inclusive, com certa frequência, ele pede para que os jogadores do time grego participem de ações de caridade como essas: "É importante quando os jogadores podem participar e ajudar a servir comida aos necessitados. Isso muda a atitude deles fora de campo e fazem com que os cidadãos tenham mais contato com os jogadores".

Mesmo sendo um homem de negócios importante, ele não deixa de perder as partidas do Olympiacos. Porém há uma certa distância do dia a dia do clube, afinal ele está morando atualmente em Londres, onde comanda suas empresas. Esse pode ser um indício de que ele realmente quer comprar um clube na Inglaterra onde possa ter uma proximidade maior.

Comente com o Facebook: