quarta-feira, 24 de maio de 2017

Forest Legends #04 - Peter Shilton

O quarto capítulo da série Forest Legends irá falar sobre um dos melhores goleiros da história da Inglaterra que teve 20 anos de serviços prestados para a seleção Inglesa: Peter Shilton.


Peter Leslie Shilton nasceu em 1949 e possui o recordes de convocações pra seleção Inglesa: 125. Além disso foi apontado como um dos 10 melhores goleiros do século XX. Sua carreira de 30 anos inclui 11 equipes. Sua história começou 1963 quando defendeu o Leicester City.


No Leicester sua estreia precoce com 16 anos em 1966. Ele foi comparado com a lenda Gordon Banks e como seu sucessor. Foram 8 temporadas de Leicester City com 286 partidas jogadas com 3 títulos nacionais. Em 1974 o Stoke City o contratou por 325 mil libras, recorde mundial de transferências na época. Foram 3 temporadas no Stoke, quando o Manchester United o tentou contratar, mas desistiu devido à pedida salarial.


Em 1977 então chegou a vez do Nottingham Forest. Recém promovido à Primeira Divisão com Brian Clough, o investimento foi pesado e o Forest ofereceu 250 mil libras por Peter. Foram 5 temporadas de glórias. Peter Shilton ganhou o título da Primeira Divisão Inglesa, outras duas Copas da Liga Inglesa, a Supercopa da UEFA, a Supercopa da Inglaterra, além de ser Bi Campeão da Champions League. Pelo Forest foram 202 jogos. Todos seus mais importantes títulos foram conquistados pelo Forest.


Em 1982 porém sua vida pessoal começou a desandar com supostos casos de problemas matrimoniais e com bebidas, acelerando sua saída do Forest. Com isso, ele foi vendido para o Southampton onde ficou por 5 anos. Pela seleção, Peter Shilton jogou como titular as Copas de 1982, 1986 e 1990, além das Eurocopas de 1980 e 1988. Inclusive, na Copa de 1986 ele foi o coadjuvante no episódio "La mano de Díos" envolvendo o atacante argentino Diego Armando Maradona que fez um gol com as mãos em dividida com Shilton.


Peter Shilton ainda possuiu passagens por Derby County (1987-1992) antes de ir para o Plymouth em 1993 já aos 42 anos de idade aceitando a ideia de ser técnico e jogador ao mesmo tempo. Ficou 3 temporadas no Plymouth, e daí em diante teve passagens rápidas por algumas equipes como Wimbledon, Bolton, Coventry, West Ham e Leyton Orient. Em alguns desses clubes ele nem chegou a jogar, sendo reserva. Já pelo Leyton Orient ele conseguiu fazer 10 jogos, completando 1005 partidas como jogador profissional em 1997.


Daí em diante, Peter Shilton não seguiu sua carreira como técnico e nem dirigente. Ele possui dois filhos e está atualmente em seu segundo casamento. No filme "I Believe in Miracles", lançado em 2015, Peter Shilton dá diversos depoimentos sobre os anos dourados de Nottingham Forest.

Comente com o Facebook: