terça-feira, 20 de junho de 2017

Forest Legends #10 - Archie Gemmil

O décimo Forest Legends de nossa lista é Archie Gemmil, jogador escocês que passou pelo Nottingham Forest nos anos de ouro do clube. Confere aí!


Achibald Gemmil nasceu em 1947 na Escócia e logo no início de sua carreira no St Mirren em 1964 sofreu com diversas lesões incluindo uma perna quebrada em 1966. Mesmo com o azar de iniciar a carreira com lesão, conseguiu jogar 65 partidas e marcar 9 gols em 3 temporadas de clube.


Achie foi vendido em 1967 para o Preston North End onde jogou mais 3 temporadas e foi observado por Peter Taylor que na época estava no Derby County. Peter indicou Archie para Brian Clough que o contratou para o Derby. Foram 7 anos com muito sucesso no vizinho rival, ganhando duas vezes o campeonato Inglês e a Supercopa da Inglaterra.


Com a saída de Brian Clough do Derby em 1975, Archie ainda ficou até 1977 por lá, até o Nottingham Forest conseguir comprá-lo por £ 25 mil libras indicado por Brian Clough. O jogador trocou de lado e chegou ao Forest logo nos anos dourados do clube.

Em 2 temporadas de Nottingham Forest foram 58 jogos e 4 gols. Fazendo uma trinca no meio campo ao lado de John McGovern e John O'Hare, o meio campo do Forest ficou fortíssimo e intransponível, sendo muito conhecido na Inglaterra. Archie foi campeão do Campeonato Inglês, Bi Campeão da Copa da Liga Inglesa, Campeão da Supercopa da Inglaterra e também da primeira Champions League.

Porém aí veio sua maior decepção na carreira. Na final de 1979 contra o Malmo, Brian Clough decidiu tirá-lo da final, pois ele estava lesionado na semana e por querer muito jogar, teria dito que não sentia dores. Clough não confiou na palavra de Gemmil e decidiu não só não escalá-lo como também não levá-lo ao banco de reservas.


Com a decisão, Archie ficou muito chateado, pediu para sair e nunca mais voltou ao Forest. Ele disse na época: "Eu fiquei devastado na hora, eu estava acreditando que seria escalado, estava longe de estar feliz com a decisão. Eu odiei ver a final de longe, foram os piores 90 minutos da minha carreira".

Com a saída de Archie, ele foi para o Birmingham e não participou da campanha da segunda Champions League. Jogou 97 partidas lá e cruzou o mundo para jogar nos Estados Unidos. Foram 32 jogos na América do Norte, até voltar para a Inglaterra em 1982 para jogar no Wigan. Ainda em 1982 ele voltou a jogar no Derby e atuar como técnico e jogador de Peter Taylor, que havia se separado de Brian Clough. Ele se aposentou em 1984.

 Archie Gemmil (de preto) ao lado esquerdo de Clough e junto de seu filho Nigel

Pela seleção de seu País foram 43 convocações e 8 gols marcados. Jogou a Copa de 1978 pela Escócia. Depois de sua passagem pelo Derby County em 1984, ele foi convidado por Brian Clough a ser seu assistente técnico no Nottingham Forest como uma forma de pedir perdão por tê-lo tirado daquela final da Champions League de 5 anos antes. Ele foi assistente de Brian por um tempo no Forest e depois deixou o clube.

Archie no lançamento do filme "I Believe in Miracles" em 2015

Nos anos 90 ainda foi técnico do Rotherham e a seleção de base da Escócia entre 2005 e 2009. Apesar de ter uma história dividida entre os dois clubes, pode-se dizer que a importância de Archie Gemmil como meio campista daquele Nottingham Forest entre 1977 e 1979 o faz também estar no hall das lendas.

Comente com o Facebook: