domingo, 13 de agosto de 2017

Forest Legends #15 - John Robertson

Nossa décima quinta lenda da lista será John Robertson, uma cria da base do Forest que também participou da era de ouro da equipe!


John Neilson Robertson nasceu em 1953 na Escócia e chegou ao Nottingham Forest em 1970. Inicialmente, Robertson jogava no meio campo e nas primeiras temporadas de Forest foram assim, até a chegada de Brian Clough em 1975, o transformando em ponta esquerda.


A partir daí, Robertson deslanchou seu futebol e se tornou peça chave no time. Ele atingiu uma incrível marca de jogar 243 partidas seguidas com a camisa do Forest. A sequência começou em Dezembro de 1976 e só acabou em Dezembro de 1980. Nesse período, fez parte do time que ganhou o Campeonato Inglês, 2 Copas da Liga Inglesa, Supercopa da Inglaterra, Supercopa da Europa, além das 2 Champions League. Robertson também tinha estrela, afinal marcou na final da Copa da Liga Inglesa contra o Liverpool em 1978.


E por falar em Champions League e gols decisivos, seu gol mais importante na carreira enquanto jogador do Forest foi em 1980 quando o time chegou na final contra o Hamburgo e seu gol deu o Bi Campeonato Europeu ao clube.

Brian Clough classificava John Robertson com essas palavras: "John Robertson é um cara muito pouco atraente. Comparado a ele eu sou o Erroll Flynn (ator de cinema dos anos 70). Mas dê a ele uma bola e um metro de grama e ele será um artista, um Pablo Picasso da bola. Ele nunca teve cara de jogador, ele parecia desinteressado, desalinhado, mas eu sentia que eu devia apostar nele. Ele se tornou um dos mais finos jogadores que já treinei - tão habilidoso como os brasileiros e com um dom tão grande quanto o dos italianos".


Já John McGovern, jogador que atuou junto com Robertson no Forest classificava o jogador de uma maneira mais sucinta: "Ele era como o Ryan Giggs, mas com as 2 pernas boas! Ele tinha mais habilidade e seu aproveitamento nas finalizações o fez muito superior que os outros".


John Robertson fez 386 partidas e anotou 61 gols com a camisa do Forest. Porém em 1983 ele saiu do time e foi para o rival Derby County em uma negociação muito conturbada e que terminou na justiça na qual Brian Clough e seu auxiliar Peter Taylor haviam brigado. Ele ficou 2 anos no Derby jogando 72 partidas e anotando 3 gols, porém teve uma séria lesão e acabou retornando ao Forest em 1985 onde jogou mais uma temporada antes de se aposentar.


Depois disso, Robertson passou por alguns times sem divisão na Inglaterra e virou auxiliar técnico em 1990. Ele participou de equipes como Wycombe, Norwich, Leicester, Celtic e Aston Villa, onde ficou de 2006 a 2010 e inclusive era treinada por outra lenda do Forest: o meia Martin O'Neil.

Comente com o Facebook: