terça-feira, 26 de setembro de 2017

Zaga atual do Forest já soma mais de 200 gols concedidos em 3 temporadas


Um número incrível mostra o quanto a zaga atual do Nottingham Forest é extremamente fraca. Em um levantamento realizado nas últimas temporadas, o clube já registrou mais de 200 gols concedidos em zagas formadas por Hobbs, Mancienne, Mills, Kevin Wilson e Worrall - seja elas qual for a dupla ou trio de zaga escolhidos.

Em 2013/2014 apenas Hobbs estava no time, mas dificilmente jogava, já que a zaga era formada por Lascelles (que posteriormente foi para o Newcastle) e Kevin Wilson. Além deles as vezes Greg Halford fazia as vezes de zagueiro pela alta estatura. Nesta temporada o time sofreu 69 gols somando Championship e as Copas da Inglaterra e da Liga Inglesa. Ao fim dessa temporada, uma reformulação nesse setor foi feita e somente Hobbs e Wilson ficaram. A saída de Lascelles foi muito sentida.

A partir de 2014 chegaram ao clube Mancienne (vindo do Hamburgo) e Mills que veio do Bolton. No primeiro ano dos novos zagueiros o desempenho foi fraco, afinal o time levou 73 gols na somatória da temporada. Vale lembrar que Kevin Wilson também jogava as vezes.

A temporada de 2015 foi o ponto fora da curva. Treinado por Dougie Freedman, que priorizava muito mais a forte marcação do que o ataque, o Forest conseguiu fechar a porteira e levou poucos gols. Apenas 52 gols registrados. Mesmo com uma punição por falta de fair play financeiro e sem poder contratar, Freedman conseguiu manter o time nos eixos, mas nem isso bastou para que ele não fosse demitido ao fim da temporada.

Já em 2016 a marca negativa bateu recordes. Joe Worrall estreou entre os titulares, já que Mills, Mancienne e Hobbs não engrenavam. Kevin Wilson saiu no início da temporada, em fim de contrato que não foi renovado. Nessa temporada foram 80 gols concedidos, em uma das piores temporadas defensivas do clube numa só temporada. Phelippe Montanier que iniciou a temporada foi demitido antes do fim do ano e Gary Brazil e Warburton conseguiram livrar o time.

Resumidamente em números desde 2014/2015, já são exatos 230 gols concedidos em 174 jogos se contarmos até o jogo contra o Fulham, pela 10ª rodada da Championship. Precisa ou não de uma reformulação na zaga?

Outros jogadores como Perquis e Lam passaram pelo time, mas com muitos poucos jogos para avaliar. Já os casos dos atuais zagueiros mostram que todos eles possuem mais de 80 jogos com a camisa do Forest e muito pouco resultado entregue. É claro que um time não leva gols somente por culpa da zaga, mas levando em consideração que na atual temporada somente esse setor não foi reforçado, fica mais evidente que a zaga é sim o maior dos problemas do Forest e desde muitas temporadas atrás.

Confira os números de gols concedidos:

Temporada 2013/2014 - 69 gols / 53 jogos (média de 1,3 gols por partida)
*zaga apenas com Hobbs e Wilson

Temporada 2014/2015 - 73 gols / 50 jogos (média de 1,46 gols por partida)
*a partir da entrada de Mancienne e Mills

Temporada 2015/2016 - 52 gols / 49 jogos (média de 1,06 gols por partida)

Temporada 2016/2017 - 80 gols / 50 jogos (média de 1,6 gols por partida)
*a partir da entrada de Worrall

Temporada 2017/2018 - Até agora 25 gols / 13 jogos (média de 1,93 gols por partida)

Comente com o Facebook: