quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Antigo dono do Forest admite: "Eu estava assustado, achei que seria mais fácil"


Cinco meses após vender o clube para Evangelos Marinakis, Fawaz Al Hasawi, ex dono do Nottingham Forest voltou a aparecer na mídia Inglesa nessa semana. Ao ser entrevistado pela BBC, ele admitiu todos seus erros na gestão do Forest e se pudesse voltar atrás, faria diferente. Segue alguns trechos da entrevista:

Decisão sobre a venda:
-Meu sonho era colocar o Nottingham Forest na Premier League, mas não consegui e peço desculpas por isso. Eu espero que o novo proprietário consiga, pois ele fez um grande trabalho no Olympiacos e acredito que ele colocará o Forest onde merece.

Qual foi seu maior erro:
-Quando eu decidi vender o clube na última temporada e era outro investidor que não esse do Olympiacos. (Fawaz se refere ao consórcio Americano). Eu não posso citar nomes no momento, pois temos um acordo sobre isso. Eu assinei um acordo com ele no qual que não podia mais trazer nenhum técnico, nenhum jogador, nem mesmo vender nenhum jogador ou comprar enquanto a transição não acontecia, então eu fiquei congelado. A equipe não ia bem e eu não podia agir sobre isso. Mas em Janeiro o acordo foi desfeito e eu pude tomar atitudes. Trouxemos bons jogadores e no final nos salvamos (No último dia da janela, o Forest assinou um pacotão de reforços incluindo Zach Clough que ajudou o time na reta final). Isso foi o mais importante em manter o time na divisão e não rebaixá-lo para a League One, pois aí o próximo proprietário poderia arrumar o time. E atualmente o time não está mal, não está tão longe da zona de playoffs, são três ou quatro pontos, algo assim.

O que o Fawaz de hoje diria para o Fawaz do passado de 2012 que comprou o Nottingham Forest:
-Eu diria para ele não ser o dono do clube. Estou falando a real, pois o proprietário é o cargo mais alto e tudo o que acontece no clube é sua culpa. Tudo, absolutamente tudo. Então se no futuro eu comprasse um clube novamente, eu traria um proprietário e um CEO para deixá-los trabalharem. Iria ao clube somente como um diretor, e só.

Então você faria de maneira diferente?
-Com certeza, foi uma boa experiência pra mim. Eu aprendi muito no país e eu sou do Kuwait, portanto apesar das coisas no meu país estarem tranquilas, na Inglaterra eu não tinha a mesma tranquilidade. Digo que aqui a gente ganhava todos os torneios, jogos, competições. Ou ficávamos no topo da liga ou ganhávamos (se refere a época que anterior ao Forest no qual era investidor de um clube de seu país). Aqui na Inglaterra, não. Eu estava assustado, achei que seria mais fácil. A Championship é muito difícil, você nunca sabe o que pode acontecer. Simplesmente todo mundo pode ganhar de todo mundo. O Lanterna pode vencer o primeiro colocado sem problemas.




Comente com o Facebook: