quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Warburton fala da busca sobre reforços: "Estamos olhando longe e amplo"


Warburton foi questionado na coletiva de hoje sobre a velha pauta no Nottingham Forest: Reforços. E dessa vez ele resolveu abrir mais o jogo e declarar abertamente a necessidade de algumas peças para a janela de Janeiro. Segundo ele, o clube deseja pelo menos um jogador para cada posição: Um goleiro, um zagueiro, um meia e um atacante.

"Vamos gastar nossas balas no que precisamos. Seria maravilhoso se conseguíssemos trazer os jogadores que estamos olhando, em cada posição. Todos os clubes farão o mesmo, mas nós temos que olhar para longe e o mais amplo possível. Temos que tentar fazer bons negócios, há clubes que pagam mais do que deviam e aí entram as taxas salariais e de comissões. Mas o suporte está aí, se pudermos identificar e entender que é o melhor negócio, faremos. As vezes é melhor olhar para um mercado fora do país. Mas com isso há outras questões que entram como saber características e como ele irá reagir longe de sua família provavelmente. Há a questão climática e outras que entram em consideração".

"Vai ser uma janela difícil, pois há certo desespero de clubes que querem evitar um possível rebaixamento. Também haverá aqueles que pagarão a mais para tentar uma promoção. O exemplo claro é o Wolverhampton que gastou mais de 50 milhões de libras e agora está na liderança do campeonato. A questão não é só essa, temos que fazer as melhores escolhas para que não sejam impactadas num futuro de médio prazo. Frank McParland está a frente disso".

Ainda não são especulados nomes oficialmente, mas espera-se que pelo menos três jogadores podem chegar. A prioridade é mesmo um zagueiro e um goleiro. Além das chegadas, certamente haverão saídas. O Nottingham Forest possui um elenco com quase 30 jogadores e é considerado muito alto. Uma das saídas mais comentadas é a do centro avante grego, Apostolos Vellios, que ainda não estreou na temporada.


Comente com o Facebook: