sábado, 27 de janeiro de 2018

Nottingham Forest volta a decepcionar e é eliminado pela Copa da Inglaterra

Nottingham Forest's Mustapha Carayol holds off Hull City's Ola Aina

Um time que goleia o Arsenal e vence o líder Wolverhampton fora em uma semana, mas que perde para Sunderland em casa e também é eliminado da Copa da Inglaterra ao perder para o Hull City, time que beira a zona de rebaixamento da Championship: Esse é o retrato atual do Nottingham Forest. E mais uma vez voltou a acontecer.

Jogando em Hull, o Forest voltou a fazer uma partida muito abaixo das outras e tomou 2 gols ainda no primeiro tempo, não conseguindo reagir a tempo e ficou de fora das oitavas de final da Copa da Inglaterra. Neste século, só em 2005 e 2014 o time avançou para as oitavas. O time escalado foi o mesmo com apenas uma alteração: Carayol entrou no lugar de Bridcutt, que estava suspenso.

Foi de Carayol a primeira chance de gol no jogo com quatro minutos, com o ponta avançando do meio campo e finalizando para passar próximo a trave de Marshall. Depois disso, o Hull tomou o controle do jogo. Uma falta de Henriksen passou perto da trave de Smith. Por falar em Smith, o goleiro cometeu lambança em bola que Worrall aparentemente tinha sobre controle, e a hesitação permitiu que Bowen finalizasse, mas para defesa do goleiro.

Após tantas tentativas, aos 18 minutos, Bowen fez o primeiro gol do Hull na partida e continuou pressionando, até fazer o segundo gol aos 40 com Dicko. Após o gol e a pressão do Hull, Carayol teve outra chance aos 43 mas desperdiçou. A primeira etapa acabou 2x0. No intervalo, Karanka fez uma dupla substituição, trazendo Clough e Vaughan para o jogo, mas já aos 7 minutos o time quase levou o terceiro.

O Forest teve uma chance de gol aos 10 minutos com Dowell batendo uma falta, mas com defesa do goleiro. Brereton e Worrall também tiveram oportunidades, mas não conseguiram chegar ao gol. Até que Karanka decidiu colocar Vellios no jogo. O centro avante grego que só tinha feito 1 jogo na temporada até então e não era mais utilizado, entrou bem na partida e fez o gol de honra aos 43 do segundo tempo na única oportunidade que teve em campo.

Após a partida, Karanka voltou a bater na tecla de que o time achou que o jogo seria fácil: "Parece que viemos hoje pensando que seria fácil, pois o Hull não está na sua melhor fase no momento. De qualquer forma, eles possuem jogadores com mais maturidade que nós e controlaram o jogo desde o primeiro minuto. Eu disse aos jogadores após o jogo que nossas personalidades precisam crescer e se desenvolver. Precisamos continuar aprendendo com isso, mas duas falhas nos custaram o jogo. Nós não concedemos dois gols por causa de nossa zaga e goleiro. Concedemos pois fomos pobres como um todo. Na última semana o time todo estava unido e ficamos sem levar gol. O maior erro hoje foi pensar que seria fácil após a última semana. Eu tentei deixar claro isso antes do jogo, mas os jogadores vão aprender e teremos uma resposta na terça.Tivemos muita torcida aqui e foi incrível. Mas agora vamos voltar a Championship e focar na partida de em casa".

Como Karanka disse, o Forest volta a campo na terça feira para enfrentar o Preston, dentro de casa, pela Championship.

Ficha Técnica:

Forest: Smith, Lichaj, Worrall, Mancienne (c), Fox, Bouchalakis (Vaughan 46'), Osborn, Cash, Dowell, Carayol (Clough 46'), Brereton (Vellios 81')

Hull: Marshall (c), Aina, Mazuch, Hector, Clark, Henriksen, Stewart, Irvine (Batty 87'), Bowen, Diomande (Grosicki 71'), Dicko (Keane 62')

Gols: Bowen aos 18, Dicko aos 40 e Vellios aos 88.

Público: 13.450 (4.014 visitantes)


Comente com o Facebook: