segunda-feira, 18 de junho de 2018

Especial: Últimas boas campanhas do Forest na Championship

Já faz um tempinho que o Nottingham Forest não briga na parte de cima da Championship. Neste post vamos relembrar as últimas grandes campanhas do time e o que aconteceu nelas para se ter uma noção de qual é o caminho para voltar a disputar o acesso:

Temporada 2012/2013


Em 2013 o Nottingham Forest bateu na trave para se classificar ao G6 da Championship. Em uma temporada tumultuada na chegada de Fawaz Al Hasawi como proprietário, o time iniciou a temporada sob o comando do famoso Steve Cotteril, que foi demitido cedo. Sean O' Driscoll e Alex McLeish também passaram pelo comando do time na primeira metade da Championship, que ficava flutuando na parte do meio da tabela.

Em Fevereiro, Billy Davies, o quarto técnico da temporada retornou ao Forest com o discurso de "trabalhos inacabados" e o time engrenou: Foram 6 vitórias consecutivas que colocaram o time em 5º lugar. Porém, quando tudo parecia que o Forest voltaria aos playoffs, o time perdeu o gás e nos últimos 8 jogos, só venceu 1. Na última rodada o time chegou com chances de classificação em um confronto direto contra o Leicester City em casa, porém perdeu o jogo por 3x2 e viu o time azul pegar a última vaga. O Forest terminou em 8º lugar.

Temporada 2010/2011


Em 2010 também sob o comando de Billy Davies, o Nottingham Forest conseguiu entrar na tão disputada zona de playoffs. Sob um forte investimento do proprietário Nigel Doughty, o Forest tinha um time muito bem treinado. O time emplacou uma sequência de 11 jogos com apenas 1 derrota e 1 empate, chegando a atingir a vice liderança, que daria o acesso direto para a Premier League. Porém após essa sequência positiva, outra sequência negativa no fim impactou a campanha: 9 jogos sem vencer com 4 empates e 5 derrotas. O time chegou a perder sua vaga nos playoffs com essa série.

Nas últimas 4 rodadas porém foram 4 vitórias seguidas e o time arrancou o Leeds do G6, se classificando. Nos playoffs enfrentou o Swansea de Brendan Rodgers que foi o terceiro colocado. Em dois jogos travados com o Swansea se defendendo bastante, o Forest empatou por 0x0 em City Ground e perdeu de 3x1 no País de Gales a volta, ficando de fora da final.

Temporada 2009/2010


Mais uma vez sendo treinado por Billy Davies, o Nottingham Forest fez uma belíssima temporada. O começo, porém, foi difícil. Nas primeiras 8 rodadas o time ficou na parte de baixo da tabela. A partir da 9ª rodada o time engrenou de vez. Uma sequência de 14 jogos sem perder colocaram o time em segundo lugar no campeonato.

O Forest brigava cabeça a cabeça com o West Bromwich, tendo inclusive vencido eles fora de casa por 3x1, mas no fim o West Brom conseguiu uma belíssima sequência de vitórias seguidas e conseguiu o acesso direto como vice campeão. O Forest ficou em 3º e nos playoffs teria que jogar contra o Blackpool, o patinho feio da competição.

Na primeira partida fora de casa, o Forest começou com um golaço de Chris Cohen, mas tomou a virada e perdeu por 2x1 em um jogo maluco. Dentro de casa a confiança para reverter o resultado era grande. O Forest abriu o placar logo aos 7 minutos, mas tomou o empate. Guerreiro, o time buscou o segundo gol, igualando o agregado em 3x3. Porém um apagão no segundo tempo a lá 7x1 no Mineirão em 2014 fizeram o Blackpool marcar 3 gols de maneira praticamente seguida e virar o jogo pra 4x2. Ainda deu tempo do Forest diminuir para 4x3 no fim, mas não de ser eliminado pela zebra que ainda foi para a final e conseguiu o acesso ao vencer o Cardiff por 3x2.

Temporada 2002/2003


Após cair da Premier League em 1999/2000, o Nottingham Forest teve sua primeira chance de voltar a Premier League 2 temporadas após o rebaixamento. Nessa época, Nigel Doughty já era o proprietário do time (chegou após o rebaixamento) e comandados pelo técnico Paul Hart, o Forest conseguiu mais uma vez a sexta posição que lhe dava direito a participar dos playoffs. Neste ano, Andy Reid já estava no time e era considerado uma das maiores promessas do Forest. Outro conhecido dessa campanha era o zagueiro Michael Dawson (foto) que retornou ao Forest nesta temporada.

O adversário seria o Sheffield United que terminou em terceiro. Porém, novamente o fantasma dos playoffs apareceu. Na ida em Nottingham, empate por 1x1. Na volta uma derrota por 4x3 em um dos melhores jogos dos playoffs dos últimos anos deram a vaga a final ao time de Hillsborough. Porém na final o Sheffield foi derrotado pelo Wolverhampton por 3x0.

Após essa tentativa, o Forest foi rebaixado em 2004 e ficou 3 temporadas na League One, só retornando em 2008 para a Championship.

Comente com o Facebook: