domingo, 24 de junho de 2018

Por que Jorge Mendes tem ajudado com as contratações do Nottingham Forest


Há poucos homens no futebol que possuem tanta influência e poder como Jorge Mendes, agente de alguns dos maiores e mais famosos futebolistas no planeta. Sua empresa tem clientes como Cristiano Ronaldo, James Rodriguez, Diego Costa e Ederson, além do técnico José Mourinho.

Mendes trabalhou diretamente com o Wolverhampton na última temporada, ajudando a levar a maioria dos melhores jogadores como Ruben Neves, Diogo Jota, Helder Costa e Ivan Cavaleiro ao Molineux e o acesso foi usado como exemplo para que o Nottingham Forest use do mesmo caminho.

Jorge Mendes também é agente de Aitor Karanka, técnico do Nottingham Forest, o que facilitou muito o contato e a aproximação de Mendes com o clube. Com sua intermediação, o Forest já anunciou o trio português João Carvalho, Diogo Gonçalves e Gil Dias. E pode vir mais por aí.

O envolvimento do empresário nas contratações pode ser fator decisivo mais uma vez, visto que a chegada de Gil Dias que estava na Fiorentina é considerada uma contratação magnífica para os padrões da Championship. Sem dúvidas, o relacionamento dele com Karanka ajudou nas contratações. Mesmo que no caso de João Carvalho, o clube tenha desembolsado um valor recorde de transferências na casa de 13 milhões de libras.

A verdade é que alguns vão ama-lo pela sua habilidade em atrair jogadores que em uma normalidade não seriam possíveis de se obter. Já torcedores rivais acabam o odiando e criticando sua forte influência no futebol. Além de Karanka, Nuno Espírito Santo, técnico do Wolverhampton também é agenciado por ele.

Ele pode ser uma figura controversa, mas sua força é inquestionável e sua relação com Karanka é crucial para permitir que o Forest contrate jogadores de maior calibre como fez com Gil Dias e que estava na Fiorentina, avaliado por mais de 17 milhões de libras.

Além do trio, o goleiro José Sá também está linkado com o Forest. De fato, se esse negócio também acontecer, mostrará que o projeto do Wolverhampton será repetido no Forest. Porém se a mesma receita dará certo, será outra história.

A grande questão é: Por que a estratégia de Jorge Mendes é colocar jogadores numa liga de segundo escalão e somente em um time? Provavelmente a resposta seja por que a Championship é um dos torneios de acesso que mais paga e mais tem visibilidade na Europa.

Como seus jogadores são jovens e promissores, dificilmente terão oportunidades em times e ligas de primeiro escalão. Por exemplo a dupla que veio do Benfica apesar de jogar Champions League, faziam poucos jogos no time Português. O mesmo acontece com Gil Dias, que é dito como uma boa revelação, mas teve poucas chances no time milionário do Mônaco. Outro fator é que os jogadores poderão se adaptar ao futebol Inglês - mesmo que em um nível técnico menor, pode ser uma porta de entrada para a Premier League posteriormente.

Um caso muito parecido é de Diogo Jota, que tinha poucas chances no Atlético de Madrid, foi para o Wolverhampton na mesma situação e agora com o acesso, é um dos principais jogadores do Wolves que jogará a Premier League. Com essa estratégia, Jota ganha visibilidade no futebol Inglês e caso vá bem na Premier League agora, provavelmente lucrará uma transferência muito maior a Jorge Mendes e seus agenciados.

Portanto não achem que Mendes apenas esteja ajudando o Forest por simpatia. Muito provavelmente ele vislumbrou que o clube atualmente pode lhe dar o que o Wolverhampton o deu na temporada passada.

Que todos se beneficiem com esse modelo de negócio.

Comente com o Facebook: