sábado, 4 de agosto de 2018

Nottingham Forest sai atrás, mas busca empate diante do Bristol City na estreia


O Nottingham Forest estreou na Championship e conquistou um valioso ponto fora de casa contra o Bristol City. O jogo foi marcado por dois tempos diferentes - um de cada equipe e no final, o empate foi até justo pelo apresentado em campo.

Como falamos na preview, Karanka manteve o time da pré temporada escalando o centro avante Murphy e deixando os recém contratados Grabban e Soudani no banco. Estreia mesmo foram a de Dawson (reestreia) e do trio português João Carvalho, Diogo Gonçalves e Gil Dias.

A partida começou complicada para o lado do Forest. Pressionando a saída de bola, o Bristol City não dava respiro a equipe e o Forest errava muitos passes. Logo no começo do jogo, aos 5 minutos, Weimann abriu o placar em um gol de cabeça. No lance anterior, Pantilimon já havia salvado uma cabeçada, porém na sequência, mais uma bola cruzada na área e dessa vez, nada pôde fazer.

Por falar em bola aérea, o time demorou pra acertar defensivamente. Fox e Dawson perdiam constantemente as jogadas no ar e Guedioura demorou para entrar no jogo. Os primeiros 20 minutos foram de um pobre futebol. 

Depois dos 30 minutos, o Bristol naturalmente cansou de pressionar a saída de bola e o Forest se organizou. As melhores jogadas saíam no pé de João Carvalho, que mostra ser um bom organizador de jogo. O primeiro tempo acabou 1x0 e o Bristol merecendo a vitória.

Na volta do intervalo, porém, o cenário mudou. Com uma mudança de postura e dessa vez também pressionando a saída de bola do Bristol, o Forest cresceu no jogo e logo no primeiro minuto do segundo tempo, Guedioura cruzou e Murphy deu a famosa casquinha para desviar e meter a bola no canto esquerdo do goleiro, realizando o empate.

A partir daí, o Forest tomou conta do jogo e o Bristol ficou acuado, tendo apenas uma ou duas chances de gol reais. Algumas oportunidades foram desperdiçadas e o goleiro do Bristol também trabalhou. Aproveitando-se do melhor momento, Karanka foi para cima e colocou Grabban e Lolley no ataque. No fim do jogo, o gol quase saiu em chute fora da área de Guedioura, que exigiu boa defesa do goleiro do Bristol. 

Com o apito final, o Forest ganhou seu primeiro ponto no campeonato, fora de casa contra uma equipe forte. Ficou uma primeira boa impressão, apesar de parecer óbvio que faltam ajustes defensivos, mas ainda é início e tudo muito incerto. 

Palavra do técnico:

- Estou feliz, especialmente com o segundo tempo. Na segunda etapa fomos o time que se parece com o que eu quero. Tivemos uma pré temporada perfeita, mas nesse jogo nós entramos devagar e não percebemos que o campeonato tinha começado e um só erro foi difícil de recuperar depois.

- A atitude foi completamente diferente no segundo tempo e fomos diferentes. O Bristol simplesmente quis mais do que nós nos primeiros 10 minutos e nós tentamos fazer igual no campo depois do intervalo.

-É complicado quando você está num torneio tão disputado. Algum erro é natural. A única coisa que espero é aprender com esse erro no início. Daryl Murphy está treinando conosco desde o primeiro dia da pré temporada. Lewis chegou um pouco mais tarde. Estou muito satisfeito por ele pois o conheço de 4 ou 5 anos e ele é um matador muito respeitado.

- Muitas pessoas falam sobre Daryl não marcar na pré temporada, mas marcou hoje, o que é muito mais importante pra nós. Com certeza dará confiança daqui pra frente. Todos os portugueses jogaram bem e foi muito bom pra João e Diogo jogarem 90 minutos. Todos eles possuem qualidade e irão nos ajudar, mas há também outros jogadores talentosos para jogar.

O Nottingham Forest volta a campo na terça feira para enfrentar o West Bromwich. O jogo será no City Ground e terá transmissão da ESPN Brasil.

Comente com o Facebook: