quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Em jogo épico, Nottingham Forest e Aston Villa empatam em partida de 10 gols


Haviam 3 Liga dos Campeões que estavam em campo na tarde desta quarta feira no Villa Park quando Forest e Aston Villa se enfrentaram. E elas foram muito bem representadas. Em um jogo repleto de viradas e gols, o placar final acabou em 5x5 e só não saiu mais gols por falta de tempo. Sem dúvidas o melhor jogo da Championship em anos. De pensar que a ESPN preferiu passar o jogo do Derby ao invés do nosso...

Karanka repetiu a equipe que havia vencido o Hull City e com justiça, afinal o time começou destruindo o Aston Villa, abrindo 2x0 já nos primeiros 6 minutos de jogo. O primeiro saiu em cruzamento de Lolley no qual Grabban ativou a carta lei do ex e abriu o placar. Três minutos mais tarde, o time fez o segundo em jogada semelhante: ataque com velocidade. Lolley arrancou e passou para Carvalho, que dominou e bateu de bico no canto.

O problema é que o jogo não tinha nada de resolvido. Logo aos 11 minutos, o Villa diminuiu com cruzamento na área e cabeçada certeira de Abraham no canto de Pantilimon. Novamente três minutos depois, o empate: Em cobrança de escanteio, a zaga afastou, porém houve um bate e rebate no qual Grabban estava embaixo do gol e tentou afastar a bola. Ela bateu acidentalmente em Abraham que marcou seu segundo gol.

Quem pensa que pararia por aí, se enganou. O jogo estava em alta velocidade e aos 22 em um novo belíssimo passe rasteiro de Lolley, Matty Cash se antecipou a dois zagueiros e bateu forte para fazer o 3x2. Na comemoração um gesto de cala boca para a torcida e o jogo pegou mais fogo ainda. Aos 36 minutos do primeiro tempo, Bolasie fez jogada individual na grande área e Robinson cometeu um pênalti bobo, sendo que o jogador estava na linha de fundo. Na cobrança o Hat Trick de Abraham ao bater no canto esquerdo e deslocar Pantilimon. Fim do primeiro tempo para respirar.

Na volta do intervalo, nada de descanso. Aos 6 minutos, Lolley pegou a bola livre fora da área, ajeitou e bateu forte de esquerda. A bola entrou no ângulo do goleiro que nem se mexeu. Um verdadeiro golaço do melhor jogador do Forest na partida e na atual temporada. O grande problema é que com o 4x3 na frente, o Forest bobeou. Em uma jogada isolada na lateral esquerda, Figueiredo entrou de maneira desproporcional no lance e levou o cartão vermelho direto, jogando mais o Villa para cima. Nesse momento, Hefele entraria no lugar de Carvalho para fechar o time.

Porém não deu certo. O Aston Villa foi pra cima e conseguiu a virada. Logo no lance da falta, Abraham, sempre ele, subiu de cabeça e empatou aos 26. A virada veio aos 30 do segundo tempo em jogada pela esquerda na qual o cruzamento foi feito para El Ghazi (ufa, não foi ele de novo) bater de chapa e fazer um golaço, marcando o 5x4.

Neste momento, Karanka promoveu a entrada de Gil Dias e o time continuou em cima, sem desistir. E foram premiados: Mesmo com um a menos, aos 37 do segundo tempo, Lolley deu sua quarta assistência no jogo e Grabban bateu no canto do goleiro, mesmo meio sem ângulo. Um inacreditável 5x5 se consolidava. Ainda deu tempo do Villa ter um gol anulado (corretamente) com Abraham (de novo) no final. Fim de partida, a melhor dos últimos anos de duas equipes que ultrapassaram seus limites. Com o resultado, o Forest chegou aos 31 pontos e chegou ao G6 com a derrota do rival Derby.

Palavra do técnico

- Em dias como esse você deve ter orgulho de seus jogadores. Não é dia para se falar de táticas ou erros, é dia para falar da personalidade e comprometimento dos jogadores em uma partida maluca. Jogamos contra uma equipe fantástica diante de 32 mil pessoas e continuamos atacando mesmo com um a menos. Foi difícil curtir o jogo, porque sempre alguma coisa acontecia e eu tinha que ficar de olho no que vinha pela frente.

- Estou exausto pelo que vi. Todos os créditos vão para os jogadores, foram brilhantes. Agora temos que descansar e pensar no jogo de sábado, porque como foi sensacional o que vivemos hoje, mas temos que por foco no Ipswich.

- Abrir 2x0 é sempre um placar perigoso pois você relaxa após essa vantagem e eles empataram rapidamente, como em uma partida de tênis. Pra mim, o principal é que mostramos que podemos competir contra eles fora de casa, contra um dos melhores times da liga. É a primeira vez na minha carreira que meu time leva 5 gols, mas o caráter que mostraram para lutar foi maravilhoso. Nós conhecíamos as fraquezas do Aston Villa e tentamos explorar ela com nossos atacantes.

- O cartão vermelho do Figueiredo foi claro, então temos de aceitar a decisão e pensar numa alternativa para sábado.

No sábado, o Forest enfrenta o lanterninha Ipswich que está afundado na 24º colocação. Jogo fácil? nada disso, ainda mais se tratando de Forest, que costuma dar umas tropeçadas homéricas em jogos como esse.

Projeção:

Em nossa projeção, uma derrota seria aceitável hoje, portanto o empate fora de casa deve ser comemorado. O time já tem 3 pontos de gordura em relação a nossa projeção de G6 e o bom é que não tem perdido as partidas, portanto sempre pontua de alguma forma. Faltam 45 pontos para os playoffs.

Comente com o Facebook: