sábado, 22 de dezembro de 2018

Amarelou de novo! Nottingham Forest perde em casa e desperdiça nova chance de G6


O Nottingham Forest definitivamente não sabe como jogar dentro de seus domínios. Mais uma vez jogando dentro de casa para um estádio lotado, contra uma equipe considerada inferior tecnicamente, o time escorregou e perdeu pontos importantíssimos que o colocaria no G6 mais uma vez. Mais do que isso, é a primeira vez na história que o QPR vence em City Ground.

Pensando no boxing day da semana, Karanka misteriosamente preferiu optar por um time improvisado ao invés de utilizar as peças em suas posições. Contando com o zagueiro Figueiredo de volta, o tecnico tirou Hefele e manteve Robinson na zaga improvisado. Mais do que isso, puxou Janko (lateral direito) para jogar na esquerda. Outra mudança foi a entrada de Osborn no meio campo no lugar de Cash, que estava nas prévias para ser titular. Definitivamente escolhas infelizes de Karanka, pois o time não andou em nenhum momento.

Enfrentando uma equipe que veio escalada no 4-5-1, o Forest não conseguia criar muitas oportunidades e esbarrava na retranca londrina. No primeiro tempo, apenas um chute de fora da área de Guedioura assustou o gol do QPR. Aos 45 minutos, em cobrança de falta dentro da grande área, Toni Leistner cabeceou livre de marcação e fez o gol da vitória.

Na segunda etapa o Forest deu uma acordada e diversas chances foram criadas. Guedioura, Grabban, Darikwa, entre outros tiveram chances de fazer o gol de empate, mas esbarraram em grandes defesas de Lumley. Outras oportunidades foram perdidas devido ao pé torto dos jogadores. Murphy e Ansarifard entraram no time para dar mais força ofensiva, mas nada fizeram. Ainda para piorar, Figueiredo foi substituído por Hefele e preocupa para a próxima partida.

Se tivesse vencido, o Forest teria igualado os pontos do Sheffield United que apenas empatou na rodada e poderia entrar no G6 pelos critérios de desempate. Como tropeçou mais uma vez dentro de casa, o time permanece em sétimo e corre o risco de entrar em parafuso justo agora no boxing day no qual começa a perder peças importantes do time.

A próxima rodada o Forest vai viajar para enfrentar o Norwich fora de casa. Jogo difícil? Talvez não, difícil mesmo para o Forest é enfrentar times medianos dentro de casa.

Palavra do técnico:

- Eu acho que começamos o jogo pensando que era amistoso ou treino. Não tratamos a partida da maneira que deveria. Conhecemos nossos erros contra o Ipswich, tentamos jogar de maneira diferente, mas sabemos que quando você relaxa ou não joga o seu limite, é impossível vencer jogos nessa liga.

- No primeiro tempo e parte do segundo eu acho que jogamos um amistoso pois eles realmente não estavam nem aí. Eu não sei o porquê. Se eu soubesse, teria feito algo no intervalo ou antes. As alterações foram para tentar ter mais reação, eu tinha que trocar de alguma forma, não podia ser mais ofensivo do que fui hoje. Temos de esquecer hoje o mais rápido possível e sabendo que dessa maneira vai ser impossível vencer jogos.

- É difícil de se entender, especialmente a atitude de alguns jogadores dentro de campo quando eles deveriam ser o oposto - deveriam ser comprometidos e apoiando todos. E nada disso ocorreu.

Projeção:

Após mais um tropeço dentro de casa, o Forest está há 3 pontos da zona de playoffs e se tivesse vencido hoje, além de estar na zona de corte, ainda conseguiria atingir 50% da pontuação necessária para os playoffs ao fim do primeiro turno, ou seja, seria necessário apenas manter sua atual campanha para que o time se classificasse ao fim do campeonato.

Com a derrota, é preciso buscar muitos pontos fora de casa. O time encerra o primeiro turno com 35 pontos e precisando de mais 41 nos próximos 23 jogos se quiser participar dos playoffs essa temporada. E como a postura dentro de casa tem sido lamentável, quanto mais jogos fora de casa ocorrerem nessa reta, melhor.

Comente com o Facebook: