quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Forest abre três a zero e leva empate em jogo de acréscimos eternos


Mais um grande balde de água fria foi dado na torcida do Forest neste início de Boxing Day. Jogando fora de casa, mais uma vez melhor do que em casa, o Forest dava indícios que se recuperaria da última derrota em casa, mas decepcionou muito no final e frustrou a torcida mais uma vez, porém dessa vez de maneira mais trágica ainda, afinal vencia por 3x0 até os 30 do segundo tempo.

Do time titular, Karanka promoveu quatro alterações. A primeira foi a entrada de Fox na zaga no lado de Hefele e deslocando Robinson para sua posição de origem. No meio campo o jovem Cash voltou ao time titular e com méritos foi o melhor jogador da partida do lado vermelho.

O primeiro tempo foi bastante disputado com chances para os dois lados. A melhor do Forest havia sido uma falta batida por Fox na qual o goleiro do Norwich fez excelente defesa. Nos acréscimos do primeiro tempo, Cash roubou a bola do zagueiro na saída de bola e bateu rasteiro, firme, no canto direito de Krul.

Na volta do intervalo o Forest voltou ainda mais forte. Aos 20 minutos em bola cruzada na área após uma falta, Lolley desviou e o goleiro Krul fez boa defesa, mas no rebote o lateral Robinson encheu o pé para fazer o 2x0. Aos 29 minutos, Cash, mais uma vez em bela jogada individual bateu de perna esquerda no canto do goleiro e fez o 3x0. Fim de jogo? Não para o sofrido torcedor do Forest.

Após o gol e provavelmente pensando na sequência de jogos seguidos com uma vitória por 3x0 nas mãos, Karanka decidiu fazer duas alterações que ajudaram a matar o time. O primeiro a entrar foi Murphy no lugar de Grabban aos 31 minutos e logo na sequência o gol do Norwich saiu (não por culpa dele e sim de Darikwa). No lance, Darikwa (que vem sendo um dos piores jogadores do Forest) furou e Pantilimon fez milagre para defender. Na sequência, chute de fora da área de Vrancic e a bola desviou no lateral, matando o goleiro.

Quando o jogo estava em 3x1, Gil Dias que até agora não mostrou nenhum futebol entrou no lugar de Cash e o time ofensivamente não funcionou mais. Tudo bem que eram 33 minutos do segundo tempo e o time não precisava atacar mais, porém Gil Dias conseguiu atrapalhar e muito defensivamente. O Juíz então resolveu dar aquela forcinha e inventou 7 MINUTOS DE ACRÉSCIMO em um jogo que não houve praticamente nada de parada, exceto as 3 alterações de cada time.

Aos 49 minutos, Hernandez driblou Gil Dias e deu uma finalização que ninguém conseguiu descobrir se era chute ou cruzamento, a bola passou por todos e entrou no canto de Pantilimon, fazendo o 3x2. Aí a pressão do Norwich foi total e aos NOVENTA E OITO, já fora do período de acréscimo o empate aconteceu.

Em um grande bate e rebate perto da grande área, Gil Dias estava livre para afastar a bola e praticamente sacramentar a vitória, mas furou o chute e a bola sobrou para o Norwich. Hernandez recebeu belo passe após corta luz e fuzilou no ângulo, fazendo o 3x3 e arrebentando com a moral do Forest que chegou ao seu quarto jogo sem vitória. Se tivesse vencido, manteria sua sétima colocação, mas há 1 ponto do G6, visto que Derby e Boro tropeçaram. Mas com o empate tardio, o time caiu para décimo, ficou há 3 pontos dos playoffs e foi ultrapassado pelo Birmingham e pelo QPR, ficando cada vez mais distante da zona de playoffs.

Palavra do técnico:

- Eu acho que foi um jogo típico do campeonato. Eles mostraram que não é coincidência estarem no topo da tabela. Eles tiveram muitas chances e eu tenho que tirar os pontos positivos de hoje, pois os jogadores estão avisados do que precisamos melhorar.

- Se alguém te perguntasse antes do jogo se você aceitaria um empate fora de casa contra o vice líder, tenho certeza que todos diriam sim. O problema é que estávamos com uma vitória por 3x0. De qualquer modo, não se pode tirar méritos do adversário.

- Poderíamos ter marcado um quarto ou um quinto gol, mas não fizemos. Também tivemos muitas chanes de marcar. Agora temos outro desafio no sábado, espero jogar como hoje, se jogarmos, acredito que vamos voltar a vencer.

Apesar de otimistas as palavras de Karanka, a mídia inglesa já começa a reportar algumas notícias de que Karanka está começando a ficar pressionado no cargo. Esperamos que a notícia seja falsa, pois apesar dessas frustrações, o Forest ainda assim está brigando na parte de cima da tabela e seu trabalho é considerado bom. Na janela de janeiro, o Forest precisa trazer pelo menos três novos jogadores e aproveitar para dispensar alguns. Qualquer outro movimento brusco, diferente disso, não valerá a pena e pode custar mais uma interrupção de trabalho a custo de nada.

Projeção:
O Forest com o empate chegou aos 36 pontos. Em nossa projeção de playoffs, nesta rodada o time deveria ter 37, portanto está há 1 atrás. Faltam 40 pontos para o time conseguir beliscar a sexta vaga. Resta saber se esse momento ruim irá passar logo ou não.

A verdade é que o que mais pesou nessa sequência foram as derrotas dentro de casa para o QPR e o Preston, pois se tivesse vencido e feito a lição de casa, o Forest estaria com 42 pontos e ocuparia a 4ª colocação atualmente.

Na próxima rodada o Forest joga mais uma vez fora de casa, dessa vez contra o Millwall.

Comente com o Facebook: