segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Muita expiração e pouca inspiração: Derby e Forest ficam no 0x0 no clássico


O Nottingham Forest empatou sem gols com o Derby County, fora de casa pela 22ª Rodada da Championship. Em um jogo muito mais brigado do que jogado, ambas as equipes tiveram chance de vencer se tivessem caprichado um pouco mais. Porém, pela escalação e pela demora nas alterações, Karanka demonstrou satisfeito com o resultado.

O time teve algumas modificações, mas manteve a zaga improvisada com Hefele e Robinson. Só que dessa vez, o time teve a entrada do lateral Janko para jogar no meio campo, enquanto Cash ia para o banco de reservas. O jogo começou travado, com o Derby ligeiramente melhor e criando as melhores oportunidades. Pantilimon fez algumas boas defesas e o Forest abusava das bolas aéreas esticadas a Grabban, que jogava meio isolado na zaga do Derby.

No fim da primeira etapa, Grabban em jogada individual invadiu a área e cortou o zagueiro, antes de bater no gol. A bola até entraria, mas o jogador do Derby com um carrinho crucial acabou desviando a bola. Logo após esse lance, em cruzamento de Osborn, Yacob mergulhou de peixinho e quase abriu o placar. O primeiro tempo acabou 0x0.

No segundo tempo, o Derby deu uma pressionada e melhorou no jogo. Em um lance, Pantilimon chegou a fazer uma defesa dificílima em um voleio após cruzamento na área. Apagados no jogo. Darikwa, Hefele e João Carvalho faziam péssima partida e Karanka em nenhum momento sequer pensou na chance de substituição, dando a entender que o Forest estava mais satisfeito pelo empate.

Na segunda metade da segunda etapa, o Lolley fez belíssima jogada, tabelou com Carvalho e finalizou. A bola bateu no travessão. Após esse lance, Karanka promoveu a primeira substituição com a entrada de Murphy aos 35 do segundo tempo. Após essa alteração, o Forest só foi mexer pela segunda vez nos acréscimos quando Lolley pediu para sair e Cash o substituiu.

Fim de jogo e aquela sensação de que faltou ambição a Karanka para vencer o rival e entrar no G6. Preferiu não arriscar e ficar com o empate fora de casa, mesmo fora do G6 do que buscar uma vitória que não vem há 3 anos contra o rival. Como citamos aqui, Darikwa, Hefele e João Carvalho tiveram atuações terríveis, enquanto Grabban e Lolley mantiveram o bom nível de outrora.

No fim de semana, o Forest começa uma verdadeira maratona e dá início ao Boxing Day: No fim de semana, recebe o QPR em casa. Na quarta, viaja para Carrow Road para enfrentar o difícil Norwich. No outro fim de semana o compromisso é contra o QPR no City Ground no último jogo de 2018. Já no primeiro dia de 2019 o jogo é contra o Leeds em casa e no dia 5, vai a Stanford Bridge jogar contra o Chelsea pela Copa da Inglaterra.

Palavra do técnico:

- Estou satisfeito com a performance e o comprometimento do time. Disse antes do jogo que queria voltar daqui com uma sensação de orgulho do time. E eles podem ter esse orgulho, pois deveríamos até ter vencido. Tivemos as chances mais claras do jogo.

- Não começamos bem, mas depois de 20 minutos fomos muito melhores que eles. Controlamos o jogo e de novo, foi uma boa atuação e estamos no caminho certo. Competimos de igual para igual, disse na coletiva antes do jogo que eles estão há 3 temporadas brigando nos playoffs dos últimos 5 anos. Nós temos 17 novos jogadores e estamos trabalhando juntos por 6 meses.

- Só não vencemos o Preston pois cometemos um estúpido erro. Hoje estamos competindo de igual para igual contra todos que enfrentamos, o que é bom para nós. Agora começamos um período ocupado de Natal e precisamos estar juntos. Hoje é dia de ter orgulho da equipe, por que perdemos Fox, Dawson e Figueiredo. Não apenas por suas habilidades, mas pela sua característica. Em jogos como esse, precisamos desses jogadores. De qualquer modo, quem entrou, foi bem.

- Sabíamos há algum tempo que Dawson não jogaria, mas não quis falar nada. Fox foi diferente, pois soube só ontem. Esperávamos que jogasse, mas ele sentiu algo ontem e não teve chance. Mas não foi nada novo pra nós, tivemos duas semanas para trabalhar essa formação.

Projeção:

Com o empate, o Forest alcançou 35 pontos e continuou em sétimo lugar, um ponto atrás do Boro, que é o sexto. O empate não foi de todo ruim, pois em nossa projeção, nesse momento o time estaria com 34 pontos, ou seja, está com 1 a mais. Faltam 41 pontos para os playoffs.

Comente com o Facebook: