terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Bi Campeão da Champions League, Martin O'Neil é o novo técnico do Nottingham Forest


Daddy's comming home. O Nottingham Forest possui novo técnico (ou nova vítima?): Martin O'Neil. Apostando em um lado sentimental e romântico, o nome que corria por fora dentre a lista apontada no fim de semana acabou se tornando o escolhido. O Clube não revelou o tempo de duração de contrato, mas estima-se que será de 1 ano e meio, até o final da temporada 2020.

Segundo fontes, Jovanonic, a primeira opção foi consultada, mas um acordo não foi fechado devido aos valores de salário. Então, Marinakis consultou O'Neil, que demonstrou muito interesse e vontade de reerguer o Nottingham Forest, se tornando então o escolhido.

Martin O'Neil foi um meio campo muito habilidoso e veloz. Praticamente revelado no clube, o jogador participou de todo o período mais vitorioso do time nos anos 70 e 80 com a conquista das duas ligas dos campeões. Inclusive já chegamos a fazer um post especial sobre sua trajetória no qual você pode ler aqui - Forest Legends #02 - Martin O'Neil.

Não é só o passado como jogador do clube que o credenciou a treinar o Forest. Martin O'Neil possui uma carreira formidável como técnico e diversas vezes foi linkado para treinar o Forest em outras oportunidades, ainda sob o comando do antigo proprietário, Fawaz Al Hasawi, mas na época ele estava treinando a seleção da Irlanda e preferiu não sair.

Como técnico, O'Neil participou dos acessos do Wycombe (dois acessos entre 1990 a 1995) e do Leicester (1996). No Leicester, inclusive, o técnico foi campeão da Copa da Liga Inglesa por duas oportunidades (1997 e 2000) onde ficou até o ano de 2000 e foi para o Celtic. Na Escócia, os sucessos continuaram: Em 5 anos de trabalho, 7 títulos conquistados com 3 Campeonatos Escoceses e 3 Copas da Escócia e 1 Copa da Liga Escocesa.

Em 2006, O'Neil assinou com o Aston Villa onde ficou por 4 temporadas. Durante sua passagem no Villa, o time conseguia excelentes resultados e sempre brigando na parte de cima da tabela, inclusive conseguindo classificação para a Copa da UEFA. Em sua passagem, o time sempre ficava no top 6 da Premier League. Ele saiu do Villa apenas em 2010 e assumiu o Sunderland, seu time de infância.

No Sunderland, foram mais 2 temporadas com bons números na Premier League, onde ele saiu apenas em 2013 quando o time começou a temporada brigando para não cair. No mesmo ano, ele assinou um contrato com a seleção da Irlanda onde ficou por mais 5 temporadas, mas falhou em classificar a seleção para a Copa na Rússia. Em Novembro de 2018, ele rescindiu seu contrato e ficou livre no mercado.

Pupilo de Brian Clough, O'Neil poderá ter companhia conhecida como assistente técnico: O ex atacante Roy Keane, que foi revelado no Forest e brilhou no Manchester United está em conversas com a diretoria para ser seu assistente. Os dois trabalharam juntos na seleção da Irlanda. Contamos um pouco da história de Roy Keane também em uma postagem em nosso blog que você pode ler aqui - Forest Legends #12 - Roy Keane.

Nossa opinião

Marinakis é esperto. Ele percebeu que a decisão de demitir Karanka de certo modo deixou a torcida contra sua gestão, já que mais de 90% da torcida desaprovou sua saída e agora tenta reparar o erro trazendo um ídolo notável do clube para ser o novo técnico.

Porém como nem tudo são flores, a ficha técnica de Martin O'Neil fala por si: Em nenhum lugar que trabalhou, ele ficou por um curto período. O Sunderland , que foi o clube que ele menos permaneceu (2 anos e meio) é de longe um período de tempo que o Forest não dá aos seus técnicos nesta década.

Martin O'Neil terá que saber aliar as expectativas urgentes de Marinakis com um trabalho a longo prazo e terá que tentar quebrar essa maldição de técnicos que não conseguem ficar uma temporada completa no Forest. Sua vinda traz novo fôlego, principalmente aos torcedores mais velhos.

A figura de Roy Keane como assistente ainda ajuda a trazer de volta pessoas que passaram por aqui e deram certo. Mas de nada vai adiantar todo esse aporte emocional e histórico, se Marinakis não elevar o time tecnicamente, principalmente com opções para a zaga.

Comente com o Facebook: