sábado, 9 de fevereiro de 2019

Nottingham Forest faz a lição de casa e vence Brentford em dia de estreias


O Nottingham Forest venceu o Brentford neste início de tarde e quebrou um tabu que durava desde 2006 sem vencer a equipe dentro de casa. Com um estádio lotado, O'Neil mudou novamente a escalação e promoveu algumas estreias, dentre elas algumas surpresas também.

Atuando num 4-3-3 com 3 volantes, o maior destaque era o trio de ataque formado por Lolley, Grabban e Bonatini, trio este, que, se tiver sequência pode ter muito resultado juntos. No meio campo além de Watson como primeiro volante, Cash fez dupla na meia central com Ryan Yates, este sim, uma grande supresa. Yates pertence a categoria de base do Forest e passou alguns empréstimos na League One e Two e recentemente voltou ao clube.

A zaga mais uma vez contou com improvisações com Robinson sendo deslocado ao lado do sueco Milosevic. O outro zagueiro, Wague estava no banco de reservas. O Jogo em si foi basicamente repleto de chances para os dois lados, mas o Forest especificamente foi um caminhão de perder gols.

No primeiro tempo aos 16 minutos o Forest abriu o placar. Milosevic  deu um belíssimo lançamento e Grabban dominou dentro da área e meio sem ângulo, bateu na saída do goleiro. A bola bateu no zagueiro e voltou para Grabban completar com o gol vazio e marcar seu 16º gol na temporada com a camisa do Forest.

Após o gol, um festival de oportunidades perdidas. A pior foi em jogada que Lolley roubou a bola na lateral e cruzou pra trás para Leo Bonatini desviar e conseguir perder o gol. O Brentford também teve muitas chances em alguns vacilos da zaga e também encontrava campo pra jogar. Em algumas oportunidades, Pantilimon chegou a salvar com importantes defesas.

Na segunda etapa o Forest fez uma troca: Saiu Bonatini e entrou o então esquecido Diogo Gonçalves pra jogar na ponta direita. E o português não fez uma má apresentação, diferente do que esperávamos. Em uma oportunidade, ele recebeu belo passe e driblou o goleiro, mas na hora de bater o zagueiro que estava em cima da linha salvou o segundo gol do Forest.

Um pouco depois dessa oportunidade, o Forest teve mais uma chance de ampliar sendo desperdiçada. Grabban disputou bola com o zagueiro e levou a melhor, sendo puxado dentro da área e o juiz marcou pênalti. Na cobrança, o próprio Grabban bateu, mas o goleiro do Brentford defendeu.

Ciente de que não tinha matado o jogo e corria riscos, O'Neil fez uma alteração defensiva. O zagueiro Molla Wague entrou no jogo no lugar de Cash, passando Robinson para a zaga e Osborn para o meio campo. Com todos de volta na sua posição, não demorou para o Forest fazer o segundo gol. Aos 34 minutos em escanteio cobrado, o goleiro do Brentford saiu mal e o estreante Wague cabeceou sozinho sem goleiro para marcar o 2x0 e dar segurança ao Forest.

A última alteração foi outra cara que estava sumida: O atacante Ansarifard teve a chance de jogar alguns minutos no lugar de Grabban. Mas como no Forest não há espaço pra descanso, o Brentford finalmente conseguiu seu gol aos 44. Sergio Canos bateu de bico no meio de 3 defensores e Pantilimon ficou parado vendo a bola entrar. Os acréscimos foram emocionantes, mas o Forest conseguiu se segurar e vencer.

Palavra do técnico:

- Eu estou muito satisfeito de vencer o jogo. Foi uma partida complicada contra um time que joga muito bem. Nós tivemos algumas muito boas oportunidades, particularmente Bonatini teve a chance de ampliar o placar, mas ainda bem que conseguimos o segundo gol no fim.

- Tivemos que sobreviver a alguns momentos nervosos no fim, mas tudo deu certo. Houve um período de 10 a 15 minutos no primeiro tempo que permitimos o Brentford a dominar o jogo, mas conseguimos corrigir isso no segundo tempo.

- Fizemos uma mudança tática no meio do jogo pois Leo Bonatini estava aparentando estar um pouco cansado e eu acho que fizemos uma boa escolha em promover um jogador descansado. As estreias foram ótimas, especialmente Yates que eu achei fantástico. Eu estou muito feliz por ele, ele tem sido excepcional no treino, seu entusiasmo é imenso e ele está desesperado pra jogar pelo clube. Ele teve sua chance hoje e foi muito bem, então estou profundamente feliz por ele.

- Grabban fez tudo de maneira excelente. Sua performance como um todo foi muito forte, ele trabalhou muito e tentou várias vezes. Eu estava preocupado sobre ele jogar mais solto, mas acho que sua performance foi ótima.

O Forest somou 45 pontos e subiu para a 9ª colocação na Championship que vai começando a se embolar mais uma vez. Com 5 pontos de diferença no G6, o time vai enfrentar o West Bromwich fora de casa na terça feira a noite e se caso quiser brigar por alguma coisa no campeonato, deverá vencer essa partida para reduzir a distância do G6. No outro fim de semana, mais um jogo fora de casa, dessa vez contra o Preston.


Comente com o Facebook: