sábado, 2 de fevereiro de 2019

Só mais um sábado comum: Birmingham 2x0 Nottingham Forest


O Nottingham Forest segue sua triste sina nesses últimos 20 anos desde que saiu da Premier League. Jogando nesta tarde de sábado, mais uma atuação fraca e mais uma derrota, desta vez para o Birmingham. Diferente das prévias, o jogo teve duas estreias das quatro novas contratações que o clube fez nesta janela de janeiro.

Martin O'Neil mexeu de novo no time e dessa vez atuando numa espécie de 4-5-1 com algumas novidades, a começar pela estreia do zagueiro sueco Milosevic que não jogava há algum tempo devido as emergências que o time tem. No meio campo, Watson apareceu entre os volantes com Guedioura, Osborn, Cash e Lolley.

No ataque, porém, o momento corneta já precisa começar a soar: Murphy foi mais uma vez escalado. Entendemos que O'Neil tenha dado confiança ao centro avante Irlandês devido a terem trabalhado juntos na seleção irlandesa. Porém é inadmissível ele jogar e o artilheiro do time, Grabban, com 14 gols na temporada, ser banco dele.

Cornetas a parte, o primeiro tempo foi fraquíssimo e de dar sono. Os melhores lances foram em uma finalização de Lolley na trave e o gol do Birmingham que saiu aos 13 minutos com o carrasco Jota que já deve ter marcado seu quinquagésimo nono gol contra o Forest. No lance, ele chegou a dar um chapéu em Benalouane e finalizou de primeira no canto esquerdo de Pantilimon.

No segundo tempo, o jogo melhorou e o Forest teve oportunidades. O'Neil viu a cagada que vez e nos protocolares 15 minutos abriu mão da referência pesadona na área e de quebra colocou Grabban e promoveu a estreia do brasileiro Leo Bonatini no ataque. Outra substituição foi a entrada de João Carvalho.

Leo Bonatini quase chegou a marcar com um chute de primeira após confusão na área. Lolley e Grabban também tiveram boas oportunidades. O problema é que o time sempre falhava nas finalizações. Como foi pra frente e se lançou, no último lance da partida o time levou um contra ataque. No lance, o gol ia sair, mas Benalouane meteu a mão na bola e fez o favor de ser expulso direto (pra quem não sabe a expulsão direta na Inglaterra leva dá 3 jogos de suspensão) e agora irá prejudicar o Forest nas próximas partidas.

Na cobrança e Adams bateu rasteiro no canto esquerdo de Pantilimon e enfiou o último prego no caixão do zicado Nottingham Forest. O Birmingham com a vitória ultrapassa o próprio Forest e derruba o time para 12º lugar. Na próxima partida, o time enfrenta o Brentford dentro de casa no próximo fim de semana.

Palavra do técnico:

- Tivemos que colocar alguns jogadores e alguns deles não tinham tempo de jogo ainda. Eles não jogavam por um tempo e precisavam de um pouco mais de físico. Um ou dois treinos não são suficientes, mas precisamos deles. Com certeza nas próximas semanas, posso retificar isso. Estou tentando entender meus jogadores e ao mesmo tempo sem perder as partidas.

- Continuo confiante que podemos alcançar o top 6, mas será duro. Como clube, nós não vencemos duas partidas seguidas desde setembro e isso é algo que nos afasta do nosso objetivo principal. Começamos bem de certa maneira mas concedemos um gol muito facilmente do meu ponto de vista. Temos muito trabalho a fazer nas próximas semanas pra melhorar as coisas.

- Jogamos bem no segundo tempo e tivemos muita posse, mas não conseguimos aproveitar. Bonatini teve uma chance clara, mas não fizemos. Estamos desapontados de perder o jogo, pois particularmente no segundo tempo, eu senti que iríamos empatar. Nós sabíamos que ia ser duro hoje, chegamos a colocar dois atacantes e eles foram incrivelmente bem. Não desenvolvemos ainda um jeito de jogar e isso é algo que preciso descobrir nas próximas semanas.

Comente com o Facebook: